Dicas de Fotografia – Longa exposição

Para obter uma fotografia é preciso que a luz incida em um objeto foto sensível – como o sensor das câmeras digitais ou filme das câmeras analógicas –, fazendo com que aquela imagem seja captada. Para que esse objeto seja exposto corretamente (resultando em uma boa foto) são necessários três fatores: abertura do diafragma, ISO e velocidade do obturador.

O obturador é o mecanismo que abre e fecha em milissegundos, permitindo que a luz entre na câmera e exponha o sensor. Se você permite que ele fique muito tempo aberto, isso se chama longa exposição. (Fonte: techtudo)

Fiz essa foto no parque da Lapa Grande em  Montes Claros durante um ensaio de 15 anos, no intervalo entre algumas fotos. Apesar de apreciar não costumo fazer muitas fotos de paisagem, mas gostei do resultado e vou compartilhar com vocês como ela foi feita:

Para fazer fotos como esta é bem simples: é preciso que sua câmera tenha controles manuais de exposição (abertura do diafragma, ISO e velocidade do obturador). Geralmente as semi profissionais, profissionais e algumas compactas avançadas têm esses recursos, basta selecionar o modo manual, normalmente representado por "M". O objetivo sempre é deixar o obturador aberto por um período longo, seja alguns segundos ou alguns minutos.

No caso da foto postada eu estava em um ambiente iluminado pelo sol e precisei diminuir o ISO ao máximo e colocar a menor abertura possível, assim conseguiria colocar uma velocidade menor de obturador, o que levaria ao sensor ficar exposto à luz por mais tempo sem que a imagem ficasse muito clara/estourada. Devido à lenta velocidade do obturador provavelmente você precisará de um tripé ou de um local firme para apoiar a câmera de forma que fique estática, caso contrário sua foto ficará borrada/sem nitidez. Eu não estava com tripé no momento, então apoiei a câmera no chão e utilizei um pedaço de madeira para calçar e direcionar meu enquadramento para onde eu queria, e para evitar qualquer tipo de movimento configurei o timer da câmera para que disparasse 2 segundos após clicar o disparador.

Basicamente a configuração foi: ISO 100; abertura f/22; velocidade 0.6s

Obs: Essa mesma técnica pode ser usada para fotografar rastros de luz , o famoso light paint. Futuramente falaremos sobre isso em outro post.

 

 

 

 

3 Comments
  1. Christiane
    Agosto 6, 2015 -
    Reply

    Adorei o post bem explicado. Acabo de ganhar uma mirrorless e estou super empolgada para fazer lindas fotos como essa. Mas acho que primeiro tenho que aprender a mexer na máquina rsrs. Abraço

    • Glauber Prates
      Agosto 18, 2015 -
      Reply

      Que bom que gostou! as câmeras mirrorless estão com uma qualidade absurda. Para quem realmente quer a prender fotografia é importante ter o modo manual, assim vc consegue ter mais controle e aprender muito mais sobre fotografia! Abraço!

  2. Junho 8, 2016 -
    Reply

    Adorei suas dicas! Obrigada por compartilhar! Também adorei a foto :)

Leave a Comment